O Quarteto do Diabo

Introdução

No céu tudo é perfeito. Deus com amor criou milhares de anjos. Belos anjos. Criou um anjo mais bonito do que os outros. Seria um anjo especial. Esse anjo tinha grandes talentos para a música. Era o regente do coral celestial e passava seu tempo ensaiando hinos com outros anjos. Deveria ser bonita a hora do culto diário lá no céu. Uma grande orquestra com seus instrumentos e o talentoso Lúcifer dirigindo tudo.

Um dia estava passeando ao lado de um lago cristalino e olhou para dentro do lago e viu seu belo semblante refletido. E foi ali que o pecado iniciou-se. Conhecemos a história.

Houve guerra no céu e tiveram que sair dali. Vieram para esta Terra. Lúcifer com toda a experiência, talento e todo estudo da música não deixou de cantar.

Quando chegou a Terra, continuou cantando. Não mais glória a Deus, mas músicas contra Deus. Ele decidiu organizar um QUARTETO.

Vou escolher quatro elementos de talentos. Com vozes bonitas para cantar quando eu quiser, solo ou quarteto. Vai ser um sucesso!

Lúcifer organizou o quarteto e canta há milhares de anos. É um quarteto famoso. Canta em todos os idiomas do mundo. Com experiência de Lúcifer, seus cânticos se tornaram quase perfeitos. Todos precisamos conhecer esse quarteto. Não para seguir os conselhos dos cânticos deles, mas para saber quem são e como evitá-los.

O quarteto do diabo trabalho com muita energia e com muita inteligência para enganar os cristãos.

1- O primeiro Tenor

Tem uma voz bem aguda. Alcança as notas mais altas. Tem voz doce e agradável.

Todos gostam de ouvir. Canta com uma facilidade tremenda. Solta a voz sem fazer nenhum esforço. Ele se chama: “NÃO TEM PERIGO”

Ele cantou lá no jardim do Éden. Quando Eva começou a olhar para o fruto proibido, ele começou a cantar. Eva, não tem perigo, pode comer.

Esquece o que Deus disse. Não se preocupe com Deus. Não tem perigo. Pode ficar a vontade, não tem perigo. Pode comer. Eva, não tem perigo.

Cantou para o povo no tempo de Noé. Quando Deus disse que ia mandar um dilúvio, ele começou a cantar. Não tem perigo, isso nunca vai acontecer. Vocês nem sabem o que é chuva. É bobagem! Não tem perigo. Ele ainda canta e faz grande sucesso ainda hoje.

Canta para crianças, jovens, para as pessoas de meia idade e para os idosos. Canta para os membros da igreja. E sempre afirma que não tem perigo. Você pode fazer isto ou aquilo, que não tem perigo.

Você sabe que o primeiro tenor é mentiroso. Seu regente é o pai da mentira. Seu cântico é uma canção de engano. Muitos só vão descobrir mais tarde.

Eva descobriu tarde demais. Os antediluvianos também. Muitos hoje também irão descobrir tarde demais.

Deus diz que tem perigo, sim. Tudo aquilo que semeamos, vamos colher. Tem perigo, sim!

2- O segundo Tenor

Ele canta muito bem. Sua voz serve muito bem para a melodia. Ele canta solos maravilhosos. Seu cântico é agradável para muitas pessoas. Ele se chama: “SOMENTE MAIS UMA VEZ”

Muitos dizem: Vou fazer isto só mais uma vez, depois vou parar. Somente uma vez mais e depois vou deixar esta coisa. Quanta desgraça, porque alguém escutou a voz desse cantor. Somente mais uma vez pode causar a formação de um hábito que será difícil quebrá-lo.

Quando Jesus encontrou aquela mulher caída no pecado, não disse a ela: “Pode continuar um pouco mais no seu pecado e depois deixa-lo”.

Não foi isso que ele falou. Ele disse: “Vai, e não peques mais.” Ele nunca disse: “Faça isso somente mais uma vez”.

Cuidado com esse cantor. Ele tem arruinado a vida de muitas pessoas.

3- O Barítono

Ele tem uma voz grave. Muito agradável. Ele engana muitas pessoas com sua voz. Seu nome é: “TODOS ESTÃO FAZENDO”

Eu sei que isto não é muito certo…Mas todos estão fazendo. Eu sei que não deveria andar neste caminho, mas olha quantos outros estão andando nele.

Uma criança quando faz alguma coisa errada e o pai corrigi, imediatamente para justificar-se, diz: Mas, o meu irmão também faz.

Quando sabemos que estamos fazendo alguma coisa errada, e sabemos que outros também estão fazendo o mesmo, parece que nos sentimos mais tranqüilos.

Como nos sentimos bem quando descobrimos alguém que tem os mesmos defeitos que nós temos.! É tão fácil ver os defeitos de outras pessoas, mas é difícil enxergar os nossos próprios defeitos. Todos estão fazendo. Mas não existe nenhum pecado que todos fazem.

Não podemos julgar: uma família por um de seus membros; uma nação por um cidadão; um colégio pelo comportamento de um  aluno; nem uma igreja pela atitude de um membro.

Nem todos fazem. O hino deste barítono é um cântico mentiroso.

4- O Baixo do Quarteto.

Apreciamos ouvir um “baixo” bem profundo. Aquele que alcança as notas mais graves. Um quarteto que não tem um baixo bem profundo parece que falta alguma coisa. O baixo do quarteto do diabo é maravilhoso. Canta tão bem que todos gostam de ouvi-lo. Ele se chama: “AMANHÔ 

Agora não, mais tarde…

Diz-se que o diabo reuniu os anjos num concílio e perguntou: Qual é o melhor argumento que podemos usar para que as pessoas não aceitem a Jesus?O argumento que ganhou foi: Deixe para amanhã.

Você já viu na loja a placa: “Fiado só amanhã”. Por que só amanhã? Porque amanhã nunca vem. E muitos estão encantados com o cântico do baixo.

Aquilo que você precisava fazer e “deixou para amanhã”, dificilmente se conclui. Todos nós temos um pouco dessa mania de “deixar para mais tarde”.

Amanhã pode ser muito tarde. Hoje é o dia da salvação.

Conclusão

Esses cantores cantam solo, dueto, trio e às vezes, cantam juntos.

O 1º Tenor: Não há perigo.

O 2º Tenor: Somente mais uma vez…

O Barítono: Todos estão fazendo!

O Baixo: Amanhã

Não ouça o quarteto do diabo. Ele canta constantemente. Você não pode ouvi-lo. Aquele que ouvir, se perderá.

Não existe o “quase cristão”. Quase salvo é completamente perdido.

Quase chegar ao destino quer dizer: não chegar.

Quase chegar ao céu quer dizer: ser destruído.

Precisamos ouvir a voz de Deus.

Ilustração

 Anos atrás na Grã-Bretanha, um navio fez sua primeira viagem ao redor do mundo. Marinheiros e passageiros ficaram muito tempo longe de suas casas.

Então chegou o dia da volta do navio. A cidade estava em festa. Todos esperavam ansiosos.

A família de um marinheiro resolveu esperar em casa a chegada do pai. Todos estavam prontos para recebê-lo.

No porto, tudo estava pronto também. Todos esperavam. Os olhos em direção ao horizonte. De repente chega uma notícia. “O navio naufragou. Todos morreram. Houve uma explosão em alto mar, não muito longe dali”.

Chegou a hora de avisar aquela família que esperava em casa. Chamaram o pastor. Com o coração pesado foi até lá. Tocou a companhia. Todos achavam que era o pai.

Abriram a porta e viram os pastor. Disseram que estavam em festa.

O pastor disse: Papai não vai chegar, nem hoje, nem amanhã. Nem nunca mais.

O navio afundou, ele está morto. A esposa chorando disse: “Tão perto do lar, tão perto do lar e mesmo assim perdido”.

Muitos chegarão bem perto do lar e mesmo assim se perderão, porque ouviram a voz do inimigo.

Deixe de lado a voz do diabo. Ouça sempre a voz de Deus.

(Desconheço o autor)

Anúncios

Sobre Georgeton Leal

"Eu sou diferente igual a todo mundo".
Esse post foi publicado em Pensamentos e Reflexões. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s